Princípios do Projeto Anti-Bullying

É convicção do grupo de trabalho «Melhor Escola-Melhor Vida» que toda a comunidade
escolar deve assumir a postura de não tolerar o Bullying e a violência. Na Escola cada um
deve sentir-se respeitado e aceite.

Princípios

1. A Escola não aceita comportamentos nocivos.
2. Cada aluno, cada aluna tem o direito de se sentir seguro e respeitado na Escola.
3. No caso de Bullying, o primeiro objetivo é a interrupção imediata dessas ações.
4. Na primeira linha deve estar a procura de solução, não o castigo.
5. As medidas pedagógicas têm um papel significativo.
6. A reação rápida da parte do Diretor de Turma, a implementação das estratégias de
intervenção definidas e das medidas de apoio são importantes.

Objetivos do Projeto Anti-Bullying

O Grupo de trabalho «Melhor Escola – Melhor Vida» tem dirigido os seus esforços desde o
ano letivo 1999/2000 para atingir o objetivo de uma escola com mais tolerância, mais
respeito e com uma convivência saudável. Neste sentido, têm-se realizado anualmente com
o apoio da Direção vários projetos para promover o bem-estar dos alunos, desenvolver as
suas competências pessoais e sociais e também para promover e prevenir aspetos da área
da saúde. Estas ações, que devem ser iniciadas numa idade precoce e que devem ter
continuidade no tempo, contribuem para que os habituais problemas escolares tenham
dimensões reduzidas.
Estudos científicos provam que o Bullying é um problema internacional, cuja incidência é
semelhante de país para país e de escola para escola. Cada escola deve procurar identificar
em que medida os seus alunos são afetados e deve tomar medidas para evitar este tipo de
comportamentos. As ações desenvolvidas na escola podem reduzir de forma significativa
(20-80%) a ocorrência de ações de Bullying. Existem investigações que provam que a
prevenção da violência deve ser encarada como uma tarefa continuada, pois um menor
investimento nesta área faz aumentar os problemas. Sem dúvida que esta sensibilização
representa uma boa base, no entanto, só uma análise e discussão regular sobre este tema,
considerando os seus vários aspectos, pode colocar limites a estes fenómenos que surgem
repetidamente.
O projeto Anti-Bullying desenvolvido na EAL desde o ano letivo 2003/04 revela a importância
dada pela escola à implementação e à continuidade de medidas preventivas relativamente
ao Bullying e à violência. Atualmente participam todos os alunos do 5º ao 10º ano e há um
envolvimento grande dos Delegados de Turma e da Associação de Alunos (SV) que têm
ativamente dinamizado ações, sempre apoiados pela participação valiosa dos Diretores de
Turma. Têm sido também realizados questionários anónimos com posterior discussão interna
em cada turma, no sentido de uma sensibilização, reflexão e discussão sobre esta
problemática.

Os lemas até aqui utilizados na EAL para a prevenção do Bullying são:

“Nós queremos lidar melhor uns com os outros”
“Nós não permitimos que alunos sejam postos de parte”
“Nós não queremos Bullying na nossa escola”
“Nós não assistimos passivamente e tentamos ajudar”
“Nós utilizamos as novas tecnologias de forma responsável”

Esperamos com este projeto alcançar

  • Clareza quanto à importância deste tema para a Escola.
  • Um discurso aberto sobre o Bullying, Cyberbullying e Violência.
  • A identificação e interrupção precoce destas situações.
  • A procura ativa de ajuda por parte dos alunos junto de adultos em quem confiam.
  • Intervenção consistente na Escola em casos de Bullying, Cyberbullying e Violência.
  • A proteção e o apoio às vítimas.
  • A inclusão ativa dos agressores na procura de soluções e o seu acompanhamento
    (para compreender que a violência é destrutiva, para se arrependerem de a terem
    utilizado, para tentarem reparar o dano originado e desenvolverem comportamentos
    alternativos…)
  • Uma colaboração de alunos, professores e pais que possa contribuir para uma
    atmosfera de aprendizagem e convivência segura, baseada no respeito mútuo e na
    tolerância pela diferença.

Patrícia Poppe
Psicóloga Escolar

stop bullying Escola