O conceito de apoio da Escola Primária

Em ambas as Escolas Primárias existem elementos que estão ligados entre si:

1. Trabalho com formas abertas de ensino
As formas abertas de ensino permitem uma maior diferenciação no seio da turma e beneficiam tanto os alunos com necessidades de apoio como os alunos que possuem um particular talento numa determinada área.

2. Aulas em teamteaching em alemão, matemática e português
Em todas as turmas realizam-se duas a quatro aulas em teamteaching, durante as quais estão a ser acompanhadas por dois professores. Estas aulas permitem aos professores efectuar um trabalho mais diferenciado no seio da turma e prestar mais atenção às necessidades individuais das crianças.

Em ligação com as formas abertas de ensino, estas aulas permitem aos professores de os dois estarem presentes para todos os alunos da turma mas oferecem também a possibilidade de um professor dar especial atenção a um aluno ou um grupo pequeno de alunos, enquanto o outro professor acompanha os outros alunos da turma.

3. Trabalho com planos individualizados de apoio após diagnóstico prévio
Aos alunos que chamam a particular atenção dos professores é feito um diagnóstico pela psicóloga escolar ou por professores com formação adequada.

Para estas crianças são elaborados, em acordo com os pais, planos individualizados de apoio a serem realizados no âmbito dos planos semanais ou nas aulas especiais de apoio.

4. Fornecimento de materiais de apoio
Tanto para o diagnóstico como para o trabalho nas formas abertas de ensino existem materiais para a realização de exercícios individualizados.

imprimir

Nächste Termine/Próximos Eventos

03/04/17 - 14/04/17
Osterferien

24/04/17 - 19:00
Language evening

Zum vollständigen Terminkalender

 

Lei 144/15

Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a
uma Entidade de Resolução Alternativa
de Litígios de Consumo:
Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa
(
www.centroarbitragemlisboa.pt/)
CNIACC- Centro Nacional de Informação e 
Arbitragem de Conflitos de Consumo
(www.arbitragemdeconsumo.org/)
Mais informações em Portal do Consumidor 
(www.consumidor.pt)